Como visualizar o uso do espaço em disco no Linux

 CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Ubuntu  Comentários desativados em Como visualizar o uso do espaço em disco no Linux
set 172019
 

Você pode encontrar na Internet um monte de ferramentas que visualizam o uso do espaço em disco no Linux. Nem precisava. O próprio sistema operacional já apresenta uma solução robusta chamadadf. O comando “df” significa “disk filesystem” e pode ser facilmente utilizada para avaliar o espaço em disco no sistema de arquivos do Linux.

Vamos estudar agora dez pontos do comando:

Continue reading »

set 132019
 

Introduction

MariaDB is an open-source database management system, commonly used as an alternative for the MySQL portion of the popular LAMP (Linux, Apache, MySQL, PHP/Python/Perl) stack. It is intended to be a drop-in replacement for MySQL and Debian now only ships with MariaDB packages. If you attempt to install MySQL server related packages, you’ll receive the compatible MariaDB replacement versions instead.

The short version of this installation guide consists of these three steps:

  • Update your package index using apt
  • Install the mariadb-server package using apt. The package also pulls in related tools to interact with MariaDB
  • Run the included mysql_secure_installation security script to restrict access to the server

Continue reading »

Instalar a ferramenta de administração de banco de dados PHPMyAdmin

 Apache2, CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Programação  Comentários desativados em Instalar a ferramenta de administração de banco de dados PHPMyAdmin
set 132019
 

Desde o Debian 10, o PHPMyAdmin não está mais disponível como pacote .deb. Portanto, vamos instalá-lo a partir da fonte.

Crie pastas para o PHPMyadmin:

mkdir /usr/share/phpmyadmin
mkdir /etc/phpmyadmin
mkdir -p /var/lib/phpmyadmin/tmp
chown -R www-data:www-data /var/lib/phpmyadmin
touch /etc/phpmyadmin/htpasswd.setup

Continue reading »

Como criar um Novo Usuário e Conceder Permissões no MySQL

 Banco de Dados, CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, MySQL, Profissional de TI, Ubuntu  Comentários desativados em Como criar um Novo Usuário e Conceder Permissões no MySQL
set 132019
 

O que representa o Vermelho

As linhas que o usuário precisa digitar ou customizar estarão em vermelho neste tutorial! O restante pode na maior parte ser copiado e colado.

Sobre o MySQL

O MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados open source que ajuda os usuários a armazenar, organizar, e posteriormente, recuperar dados. Ele possui uma variedade de opções para conceder a usuários específicos permissões diferenciadas dentro de tabelas e bases de dados – este tutorial vai lhe dar um breve resumo de algumas das muitas opções.

Continue reading »

set 032019
 

PHP 7 foi lançado dezembro passado. Após testar o código localmente, é hora de atualizar o servidor de produção. Geralmente, a maioria dos sites funcionam bem nele.

Contudo, suspeitamos que não muitos sites atualizaram. É mais seguro e fácil continuar em versões anteriores. Na verdade, uma pesquisa de sites WordPress mostrou que alguns tem:

“Até Novembro de 2016, 53.9% dos sites WordPress rodam versões PHP menores que 5.5 Apenas, 3.4% dos sites rodam PHP 7, a versão atual do PHP.” via PHP Compatibility Checker.

Mas PHP 7 já está aí há quase um ano.

Nesse episódio, mostraremos uma abordagem para atualizar para PHP 7 no Ubuntu 14.x e resolver problemas com PHPMyAdmin, que muitos vanguardistas enfrentaram.

Por hora, se usamos WordPress, devemos instalar o plugin PHP Compatibility Checker para garantir que não encontraremos problemas inesperados com nossos Plugins.

Sempre gostamos de suas ideias e comentários. Se tiverem perguntas ou sugestões de tópicos, por favor, publique seus pensamentos na seção de comentários.

Continue reading »

ago 202019
 

Em um projeto recente precisei fazer o balanceamento de links no linux, o cliente possuía saída por dois provedores, sendo o primeiro NET/Virtua e o segundo Embratel, seu link Embratel estava ocioso e ele queria acabar com essa ociosidade.

A solução foi usar o iproute2 para criar uma tabela com balanceamento de links para alguns pacotes, em conjunto usei o iptables para marcar os pacotes que deveriam sair por essa tabela.

Além disto o cliente usava o Embratel para alguns serviços, logo existia um redirecionamento DNAT para rede interna e isso precisava ser levado em conta.

Vamos a solução para essa necessidade.

Ambiente

Vamos descrever as configurações de rede do ambiente

Interface eth0 está com rede interna (10.1.x.x/xx)
Interface eth1 está conectado ao modem virtua (189.x.x.x)
Interface eth2 está conectado ao modem embratel (200.x.x.x)

Se isto está entendido, vamos continuar.

Continue reading »

ago 202019
 

Nós mostramos a você como configurar o Split Tunnel da VPN no Ubuntu Server 14.04 LTS , agora trazemos a próxima seqüência nos guias do túnel dividido: o guia VPN Split Tunnel para sistemas systemd como o Debian 8 e o Ubuntu 16.04. Neste guia, mostraremos como configurar o Split Tunnel no Ubuntu Server 16.04 LTS , Debian 8,  Minibian  e Raspbian Jessie (no Raspberry Pi). Você poderá rotear seu tráfego de torrent pela sua conexão VPN, enquanto o restante terá acesso direto, ignorando a VPN. O tráfego da rede será separado de maneira elegante e segura.

É muito importante proteger sua privacidade online. Nós certamente recomendamos o uso de uma VPN (Virtual Private Network) com o OpenVPN. Felizmente, existem muitos servidores VPN pagos com excelente desempenho e ótimo preço. Leia sempre a sua Política de Privacidade, considere a qualidade do serviço pelo preço e escolha um que você confia. Neste guia, usaremos o acesso à Internet privada (PIA) como o provedor de VPN. Na minha experiência, configurar outros não será muito diferente.

Importante: Este guia foi escrito para sistemas Ubuntu Server 16.04 LTS e Debian 8 (como Minibian, Raspbian, Bananian) que usam serviços systemd. Ele pode funcionar em outras distribuições Linux, mas é garantido que funcionará no Ubuntu Server 16.04 LTS e Debian 8. Para sistemas que usam script upstart (como o Ubuntu Server 14.04 LTS), os scripts upstart são necessários em vez do serviço systemd. Se você estiver usando o Ubuntu Server 14.04 LTS, vá para o guia Ubuntu 14.04 do Tunnel Dividir VPN do Force Torrent Traffic .

As seções marcadas como Minibian são necessárias apenas se você estiver executando o Minibian. Usuários do Ubuntu Server 16.04 LTS devem ignorar essas partes (sempre será indicado na seção relevante).

Continue reading »

ago 192019
 

Introdução

É comumente conhecido que o netfilter / iptables é o firewall do sistema operacional Linux. O que não é comumente conhecido é que o iptables tem muitas gemas escondidas que podem permitir que você faça coisas com seu firewall que você nunca imaginou. Neste artigo, vou apresentar muitos desses recursos com alguns usos práticos. Se você não estiver au fait com as noções básicas de iptables, então você deve ler o meu artigo anterior no Diário ” Firewalling com netfilter / iptables “.

Continue reading »

Seedbox installation

 CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em Seedbox installation
ago 022019
 

rtinst

1. Introduction

Seedbox installation

rtorrent, rutorrent, nginx, vsftpd, and autodl-irssi will be installed and configured.

It takes about 10 minutes to run, depending on your server setup.

After you have run the script and everything is working, I suggest a reboot, the script does not automate this reboot, you need to do it manually using the reboot command.

As well as installing the various applications previously mentioned, a suite of scripts, will be available to automate a number of tasks for the user and also for the admin. See sections 3 and 4 of this guide for further details.

Continue reading »

Configure CentOS to Sync with NTP Time Servers

 CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI  Comentários desativados em Configure CentOS to Sync with NTP Time Servers
ago 012019
 

Over the years, We’ve encountered many questions on how to correctly configure our Linux hosts to sync time to our enterprise NTP Servers.

So, We thought why not create an article that outlines in the simplest form possible the correct way to configure the NTP Client to synchronize with NTP Servers.

Sync CentOS with NTP Time Servers

First of all, we need to install the ntpd and ntpdate clients on our Linux host. I’m using CentOS, but it’s the same in Ubuntu and so forth.

# yum install ntp ntpdate
# systemctl start ntpd
# systemctl enable ntpd
# systemctl status ntpd

Now let’s run the following command to configure the NTP Servers.

# ntpdate -u -s 0.centos.pool.ntp.org 1.centos.pool.ntp.org 2.centos.pool.ntp.org

What we’re doing is telling the ntpdate to use an unprivileged port for outgoing packets with the -u switch and to write logging output to the system syslog facility using the -s switch.

Next let’s restart the ntpd daemon.

# systemctl restart ntpd

Now let’s check if NTP synchronization is enabled and running.

# timedatectl

And for the last, we will set the hardware clock to the current system time using the -w switch.

# hwclock -w

Congratulations! You’ve now successfully set your NTP client on CentOS.

jul 202019
 

Se você possui contas Google Drive, Dropbox, OneDrive e outras opções, veja como fazer para usar vários serviços de armazenamento na nuvem com RcloneBrowser no Ubuntu, Arch Linux e derivados.

 

Use vários serviços de armazenamento na nuvem com RcloneBrowser

Continue reading »

jun 292019
 

Se você usa Linux, alguma vez já notou uma lentidão extrema – a ponto de algumas vezes deixar o sistema irresponsivo – ao copiar arquivos grandes, de alguns gigabytes, para mídias lentas, como pendrives USB (especialmente aqueles “genéricos”, que oferecem baixa performance)? Se o seu computador é 64 bits e tem bastante memória RAM (8 GB ou mais), muito provavelmente já notou isso. Tanto é que até o Linus Torvalds já abordou esse problema [1], há alguns anos atrás; mesmo assim, ainda não há uma solução definitiva, mas existem tunings do subsistema de Virtual Memory do kernel do Linux que minimizam esse problema.

Antes de continuar, é preciso entender um pouco sobre alguns conceitos do gerenciamento de memória do Linux. Não vou entrar em muitos detalhes, pois este não é um artigo acadêmico, mas no final colocarei algumas referências para quem quiser se aprofundar mais. Um primeiro conceito que deve ficar claro é: o Linux trabalha por padrão com buffered I/O. De forma simplificada, isso significa que as operações de escrita simplesmente copiam os dados para a memória RAM [2], e depois, em background, o kernel vai fazendo a escrita em si (flush) no dispositivo destino. Dado isto, entra o segundo conceito: dirty memory, que é justamente essa informação que está temporariamente na memória RAM, esperando ser escrita em um dispositivo de armazenamento.

Continue reading »