fev 122019
 

The Instant Scan depends on the inotify watches system, provided by the Linux Kernel.

Every Linux installation has a specific amount of inotify watches set by default.

If you want to know how many inotify watches your system has, execute the next command:

cat /proc/sys/fs/inotify/max_user_watches

You will need one inotify watch per watched directory. Thus, the more directories on the server, the greater the amount of things that will be needed.

You can increase the number of inotify watches performing the next command:

CentOS/RHEL/CloudLinux/Debian/Ubuntu:
echo fs.inotify.max_user_watches=999999 | tee -a /etc/sysctl.conf && sysctl -p

Increase the number 999999 as your needings.

out 042018
 

O gerenciador de cluster Proxmox VE pvecm é uma ferramenta para criar um grupo de servidores físicos. Esse grupo é chamado de cluster . Usamos o Mecanismo de cluster do Corosyncpara comunicação de grupo confiável, e esses clusters podem consistir de até 32 nós físicos (provavelmente mais, dependendo da latência da rede).

O pvecm pode ser usado para criar um novo cluster, unir nós a um cluster, deixar o cluster, obter informações de status e executar várias outras tarefas relacionadas ao cluster. A P rox m o x Cbrilho F ile S istema ( “pmxcfs”) é utilizado para distribuir de forma transparente a configuração de cluster para todos os nós de fragmentação.

O agrupamento de nós em um cluster possui as seguintes vantagens:

  • Gerenciamento centralizado baseado na web
  • Clusters multi-mestre: cada nó pode fazer toda tarefa de gerenciamento
  • pmxcfs : sistema de arquivos baseado em banco de dados para armazenar arquivos de configuração, replicado em tempo real em todos os nós usando o corosync .
  • Fácil migração de máquinas virtuais e containers entre hosts físicos
  • Implantação rápida
  • Serviços em todo o cluster, como firewall e HA

Continue reading »

Migration of servers to Proxmox VE

 Clusterweb, Profissional de TI, Proxmox, Segurança, Virtualização  Comentários desativados em Migration of servers to Proxmox VE
jun 222018
 

Introduction

You can migrate existing servers to Proxmox VE. Moving Linux servers is always quite easy so you will not find much hints for troubleshooting here.

Windows systems specific P2V issues

inaccessible boot device

Booting a virtual clone (IDE) of a physical Windows system partition may fail with a BSOD referring to the problem

STOP: 0x0000007B (0xF741B84C,0xC0000034,0x00000000,0x00000000)
INACCESSIBLE_BOOT_DEVICE 

this means that the source physical windows machine had no support for IDE controller, or at least the one virtually replaced by kvm (see Microsoft KB article article for details): as Microsoft suggests, create a mergeide.reg file (File:Mergeide.zip) file on the physical machine and merge that in the registry, ‘before the P2V migration. Btw, it may not be necessary but should be no harm, anyway, and save you lots of time and headaches.

Continue reading »

jun 222018
 

INTRODUÇÃO

Pretendo abordar nesse tutorial a migração das máquinas virtuais do Citrix XenServer para o ProxMox. Por mais que a versão 6.2 do Citrix XenServer tenha se tornado 100% opensource, nunca fiquei 100% satisfeito com o XenCenter (ferramenta de gerenciamento do Citrix XenServer) ser disponibilizado apenas para Windows. Com isso,  fui obrigado a ter uma máquina virtual com Windows apenas para gerenciar os servidores Citrix Xen. Assim, surgiu o interesse em migrar para o KVM (Kernel-based Virtual Machine) que possui várias ferramentas de gerenciamento. Por considerar mais prática e intuitiva, a escolha feita foi pelo ProxMox VE.

 

EXPORTANDO A VM DO XENSERVER

É inegável que  XenCenter seja muito intuitivo. Mas na maioria das vezes, o procedimento de exportação de VM (Menu: VM>Export) não funciona corretamente:
citrix-export-error

Continue reading »

jun 102018