dez 072018
 

CONFIGURANDO O APACHE2 DO PRIMEIRO SERVIDOR

Vamos começar instalando o apache2 e algumas libs:

 sudo apt-get install apache2 php7.2 libapache2-mod-php7.2
$ sudo apt-get install libapache2-mod-auth-mysql php7.2-mysql
$ sudo apt-get install apache2-prefork-dev

Habilitando os módulos do apache para o redirecionamento e para o proxy pass:

 sudo a2enmod env proxy_ajp proxy_balancer proxy proxy_connect proxy_http rewrite ssl headers

Para desabilitar os mods basta usar:

 sudo a2dismod [nome-dos-módulos]

Agora iremos criar o arquivo na pasta do apache2:

 sudo nano /etc/apache2/sites-available/meuSite

Continue reading »

jun 192018
 

ESTRUTURA DA TABELA E INSERÇÃO DE REGISTROS

O intuito deste artigo é compartilhar um pouco da minha experiência com migração de arquivos BLOB em um banco de dados Oracle para sistema de arquivos utilizando Python.

Antes de efetivamente partirmos para o código de migração, vamos ver os dados de acesso e como será a estrutura da tabela.

Utilizo os seguintes dados de acesso para o esquema no Oracle:

  • user: desv
  • pass: 123456
  • service name: xe
  • IP do host onde está o SGBD do Oracle: 192.168.1.131

Vamos utilizar a estrutura da tabela a seguir:

CREATE TABLE TB_ARQUIVO (
	COD_ARQUIVO           NUMBER PRIMARY KEY,
	DTHINCLUSAO           DATE NOT NULL,
	ARQUIVO               BLOB,
	DS_ARQUIVO            VARCHAR2(50 BYTE),
	DS_PATH_ARQUIVO       VARCHAR2(255 BYTE)
);

Continue reading »

jun 102018
 

mar 222018
 

Olá!

Aqui, você verá uma forma simples de “criptografar” um Shell Script que você quer passar a alguém, mas não quer liberar o fonte ou que seja editável por qualquer um.

BÁSICO DE CRIPTOGRAFIA

Bom, um conceito básico sobre criptografia:

Criptografia (do Grego kryptós, “escondido”, e gráphein, “escrita”) é o estudo dos princípios e técnicas pelas quais a informação pode ser transformada da sua forma original para outra ilegível.

Mais sobre isso: Criptografia – Wikipédia, a enciclopédia livre
Continue reading »

CRIAR UM SERVIDOR TEAMSPEAK NO UBUNTU SERVER

 CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Linux, Programação, Redes, Segurança, Shell Script, Ubuntu  Comentários desativados em CRIAR UM SERVIDOR TEAMSPEAK NO UBUNTU SERVER
nov 242017
 

Comece executando esses comandos no seu servidor Ubuntu. Esses comandos receberão automaticamente a última atualização para o seu servidor.

 sudo apt-get update && apt-get upgrade -y

O Ubuntu deve incluir os binários nano, wget, perl e bzip2, mas se eles não estiverem incluídos, você precisará instalar os pacotes necessários.

 sudo apt-get install nano wget tar perl bzip2

Em primeiro lugar, criaremos um usuário dedicado que será usado para executar o software do servidor TeamSpeak. Isso é importante do ponto de vista da segurança; executar programas daemon como root pode ser perigoso. Criar um novo usuário nos permitirá executar o TeamSpeak com privilégios limitados. Isso é feito executando o o comando:

 sudo adduser –disabled-login teamspeak

Você pode deixar os campos de informações vazios e validar as informações no final pressionando Y ou simplesmente pressionando enter. É necessário que você valide as informações ao criar o novo usuário.
Continue reading »

VPN FREE – ClusterWeb

 Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Linux, Profissional de TI, Programação, Proxy, Redes, Segurança  Comentários desativados em VPN FREE – ClusterWeb
set 152017
 
VPN quer dizer “Virtual Private Network” (Rede Privada Virtual) – a forma mais segura de se ligar à Internet sem arriscar a sua identidade online, privacidade e a as suas questões financeiras.
Uma VPN cria um túnel seguro usando os protocolos VPN mais potentes – esconde o seu IP original – encripta todas as suas comunicações e passa-as por um túnel seguro permitindo-lhe navegar a web livremente e de forma anónima.

Continue reading »

set 122017
 

Vamos dar uma olhada no sistema de afiliados que vem embutido no whmcs e explicar algumas coisas que causam confusão entre os usuários.

Como funciona?

O programa de afiliados do whmcs está inicialmente desabilitado logo após a instalação. Cabe à você ir ao painel, Setup > General Settings > Aba Affiliates e ativá-lo usando a caixa de seleção, como mostra a figura abaixo.

Aqui neste painel, você faz as configurações gerais (você pode definir comissões diferentes por produto ou cliente).

  • Enable/Disable – Deixando a caixa selecionada você ativa o programa
  • Affiliate Earning Percentage – Porcentagem da comissão a ser paga sobre o valor da venda
  • Affiliate bonus deposit – Valor inicial a ser creditado na conta (para ser usado como incentivo)
  • Affiliate payout amout – Valor mínimo para saque das comissões
  • Affilaite Commission delay – Período de validação da conta (no nosso exemplo acima, as comissões só apareceram na conta do afiliado após 30 dias) para evitar fraudes
    • As comissões em período de validação aparecem no painel do afiliado como pendentes.
  • Affiliate Links – Código para o afiliado colar no site.
    Continue reading »
set 042017
 

Uma das minhas paixões por Linux surgiu justamente quando eu comecei a criar os meus primeiros scripts utilizando shell. Quando eu percebi a quantidade de coisas que era possível fazer com scripts, minha mente fervilhou e eu passei a fazer dezenas de scripts para automatizar tudo que eu fazia manualmente até então.

Ao final deste artigo você saberá:

  • O que é shell script;
  • Boas práticas de programação utilizando shell script;
  • Erros de iniciantes em shell script;

É claro que meus primeiros scripts eram bem toscos, mas isso eu só notei quando os revisitei depois de um certo tempo, como eu não tinha referência de comparação, para mim estava maravilhoso.
E é justamente sobre isso que pretendo compartilhar com você neste artigo, dicas para você iniciar a criação dos seus scripts de forma mais inteligente e eficaz.

Continue reading »

set 042017
 

Neste texto, vou ensinar a baixar, instalar e usar SHC, um programa que encripta o código do seus shell scritps.
Antes de mais nada, eu gostaria de dizer que encriptar seus códigos não é uma prática recomendável. O ideal é documentar todo o script, de forma que qualquer pessoa o possa entender facilmente. Códigos fonte devem ser o mais acessíveis possível – já a informação com a qual eles lidam, é que deve ser restringida.
Se você precisa usar informações, usualmente confidenciais, como senhas, de forma automática, então deve procurar outra solução.
Hmmmm… você ainda está aqui?
Tenha em mente, contudo, que um script codificado através do SHC pode não ser legível para usuários comuns (creio que este seja o seu objetivo) — Contudo, uma pessoa que tenha conhecimento do seu funcionamento pode extrair o código criado pelo software.
Em tempo, SHC quer dizer SHell script Compiler.

Continue reading »

jun 292017
 

INTRODUÇÃO GERAL – EXEMPLOS E CONSELHOS

 

Artigo sobre uma das técnicas para ter um sistema GNU/Linux inteiro utilizando a rede TOR em uma máquina cliente.

Pode ser muito útil para quem queira utilizar o TOR com wget, curl, nmap etc. Ferramentas de rede em modo texto, ou mesmo gráfico, com o TOR/rede TOR. Este não é um artigo técnico ao extremo, é suficientemente técnico para a compreensão do funcionamento geral de um sistema “Torificado” como, por exemplo, o Tails OS.

Lembro que a segurança do sistema que veremos aqui (e de qualquer outro, de forma geral) depende de muitos fatores, como criptografia das conexões, resolução de DNS, as chaves utilizadas e, principalmente, do ser humano que o opera.

Requisitos gerais:

  • Sistema GNU/Linux
  • TOR
  • POLIPO proxy HTTP
  • IPtables
  • Manipulação de arquivos de configuração
  • Noções de redes, Proxys
  • Conexão com a internet
  • Vontade de aprender, muita leitura e trabalho duro (kkkk)

Continue reading »

LIVRENFE – O EMISSOR NFE OPEN SOURCE PARA LINUX

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Linux, Profissional de TI, Programação, Redes, Segurança, Ubuntu  Comentários desativados em LIVRENFE – O EMISSOR NFE OPEN SOURCE PARA LINUX
jun 282017
 

INSTALAÇÃO

 

Em 2016, o SEFAZ anunciou que o emissor de Nfe gratuito seria descontinuado. Isto me motivou a procurar algumas soluções open source para Linux de emissor de NFe, porém, não encontrei nenhum projeto que me atenda, só bibliotecas ou emissores para Windows.

Decidi começar um projeto do zero, um emissor de NFe para Linux como principal S.O. Já estou terminando os últimos detalhes para poder fazer o primeiro release beta e pensei em apresentá-lo neste site. Embora o SEFAZ já anunciou que o emissor gratuito deles não será mais descontinuado, talvez alguns de vocês estejam procurando outra alternativa para emitir Nfe usando ferramentas de código aberto.

O código está no GitHub. Abaixo, estão os passos para instalar o emissor no Debian 8.
Continue reading »

jun 062017
 

a) WPAD could be set automatically (only in Internet Explorer) from DHCP – you have to add DHCP option, for example:

/ip dhcp-server option
add code=252 name=auto-proxy-config value=http://wpad.intranet/wpad.dat

(where value is address of your wpad script) and then use it in DHCP server network, for example:

/ip dhcp-server network
add address=192.168.100.0/24 dhcp-option=auto-proxy-config dns-server=192.168.100.1 gateway=192.168.100.1

Continue reading »