Como gerenciar usuários e grupos

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Segurança  Comentários desativados em Como gerenciar usuários e grupos
set 232013
 
Gerenciamento

Como qualquer sistema operacional multitarefa e multiusuário, o administrador do sistema tem como grande desafio o gerenciamento de usuários e grupos. Por este motivo é importante estarmos preparados para administrá-los diretamente sem a utilização de ferramentas que facilitem isso (ex.: webmin), usando apenas os comandos básicos do sistema operacional, isso irá proporcionar a administração em qualquer distribuição.Comandos:

  • useradd: Comando utilizado para criação de um usuário.
  • userdel: Comando utilizado para remoção de um usuário.
  • usermod: Comando usado para modificar os dados de um usuário.
  • passwd: Comando usado para definir e ou modificar a senha de um usuário.
  • groupadd: Comando usado para criar um grupo.
  • groupdel: Comando usado para remover um grupo.
  • groupmod: Comando usado para modificar os dados de um grupo.

Criando um usuário

Para que seja possível logar no sistema o usuário deverá ter um username (login) e uma senha (password). Para que isso seja possível usaremos os comandos “useradd” e “passwd”. Abaixo explicarei como é a sintaxe dos comandos e suas opções: Continue reading »

Wireless WDS Mesh Network

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Redes, Wireless  Comentários desativados em Wireless WDS Mesh Network
set 162013
 

Wireless WDS Mesh Network

Mesh Network Is a Topology , That Topology Has Full Bidirectional Connectivity Between His Nodes .

In This Mode Every Node In Network ( Access Point ) Haven’t Only A Way To Other Nodes , But They Can Access To Other Network With Other Nodes .

In Concept Mesh Have Some Modes Such As ( Full Mesh , Partial Mesh Or Hybird Mesh And … ) And I Want To Describe Full And Partial Mesh Modes And Its Configuration In Mikrotik .

Mesh network Have Some Advantage Such As : Roaming Ability , Full Coverage , Redundancy And Fault Tolerance Between Some Links And Etc …

In Mikrotik Router Board’s We Can Setup Mesh Network With Different Methods , And We Only Focus In Two Model :

Model 1 : Wireless WDS Mesh With Mesh Interface

Model 2 : Wireless WDS Mesh With Bridge Interface

 

Continue reading »

Rede Mesh

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Proxy, Wireless  Comentários desativados em Rede Mesh
set 162013
 

Antes de iniciarmos nosso projeto de rede Mesh vamos ver uma imagem do que vamos produzir

De início vamos configurar o Mikrotik de Borda (MK1) que terá uma das suas interfaces ligada ao roteador CISCO 1800 series, a interface ETHER1 será renomeada para LINK e receberá um IP fixo em quanto à interface ETHER2 será renomeada para LAN e também receberá um IP fixo.
Nas configurações do Mikrotik pelo Winbox acesse o menu “Interfaces” na janela “Interfaces List” dê um duplo click na ether1 e renomeie o nome para LINK, em seguida faça na segunda interface ether2, dê um duplo click e renomeie para LAN. Continue reading »

Mikrotik – Descomplicado

 Leitura Recomendada, Linux, Proxy, Redes, Wireless  Comentários desativados em Mikrotik – Descomplicado
set 102013
 

Restruturando este passo a passo, busco mais uma vez facilitar para os novatos deste excelente sistema, ensinando aqui mesmo, o básico para fazer um servidor mikrotik funcionar. Apresento o início, aquilo que não gostam de ensinar, sem omissão, sem enrrolação. Para todos aqueles que querem aprender ou conhecer o mikrotik, aqui está a forma mais simples de “rodar” um servidor básico para aprendizagem ou mesmo para iniciar suas experiências. Lembre-se, estou dizendo o básico e isso não significa “o servidor”. Para os “aventureiros”, não recomendo colocar um servidor mikrotik, não configurado (com configurações básicas), em produção (em funcionamento no provedor). Tenho visto muita gente se decepcionando com o mikrotik, pelo simples fato de conseguir configurar o básico (que irei apresentar abaixo) e achar que é tudo. Um servidor, para rodar perfeitamente, precisa de no mínimo, configurações “obrigatórias”, para evitar os velhos problemas conhecidos (perdas de pacotes, lentidão, etc). Falo eu CATVBRASIL (David), que já atendi mais de 500 empresas por todo o Brasil, Argentina, Chile, USA, Itália, Portugal e etc… Lembre-se, conhecimento é tudo… Estudem bastante e assim que possível, se especializem, façam treinamentos (existem vários), tirem suas dúvidas, participem do forum do under-linux (um dos mais completos do Brasil, em termo de mikrotik) e etc….

  Continue reading »

Dúvidas sobre Mikrotik

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Proxy, Redes, Wireless  Comentários desativados em Dúvidas sobre Mikrotik
set 102013
 

Glossário Wireless

 

    Abaixo, alguns termos muito comuns em Wireless:

Access Point:

     Do inglês, ponto de acesso. Ponto de acesso que distribui uma banda de conexão wireless em um ambiente.

802.11b:

     Padrão de conexão Wireless, nomeado comercialmente Wi-Fi, que utiliza frequência de 2.4Ghz (aproximadamente) tendo uma velocidade de 11Mbps e uma cobertura nominal de 100m.

Ad-Hoc:

     Sistema de conexão Wireless Peer-to-peer (ponto a ponto). Conhecida também em redes cabeadas como ponto-a-ponto. Oferece comunicação entre poucos aparelhos que não necessitem de uma gestão de rede ou router.

ADSL – Asymmetric Digital Subscriber Line:

     Um sistema que permite a utilização de linhas telefônicas para transmissão de dados em velocidades maiores que as permitidas por um modem convencional.

LAN – Local Area Network:

     Área de Rede Local. Rede num mesmo lugar via cabo.

Bluetooth:

     Conexão via rádiofrequência com alcance de 10m, utilizados para conexões de uma PAN, tal como interconectar PDAs, celulares, etc.

Firewall:

     Software para gerenciamento de entrada e saída de informações pela Rede.

Hot Spots:

     Pontos de acesso público, que utilizam Access Point para fornecer a distribuição de sinal.

MAC address:

     Endereço físico de um componente de rede (router, access point, placa de rede) que é único e imutável.

Router/Roteador:

     Ponto de acesso (access point), que além de fazer a distribuição de sinal em um ambiente, é responsável pelo roteamento das informações em uma rede e divulgação de IPs. Também conhecido como roteador.

Soluções Indoor:

     Soluções internas para pessoas, e pequenas redes que não necessitam de interoperabilidade com regiões muito distantes fisicamente.

Soluções Outdoor:

     Soluções externas que ligam duas rees distantes fisicamente proporcionando interoperabilidade entre elas.

Wi-Fi:

     Conexão sem fio, também conhecido como 802.11, que trabalha em frequências de rádios para transportar dados. Velocidade, cobertura nominal e frequência variam de acordo com o padrão.

WIMAX:

     Padrão conhecido como 802.16, provendo acessos às WMANs, proporcionando uma velocidade de aproximadamente 280 Mbps e com uma cobertura nominal de 50 quilômetros. Trabalha junto com o padrão 802.11 em uma frequência de 2 a 11 GHz.

Wireless:

     Conexão sem fio, que utiliza o ar como meio de transporte de informações, tais como InfraRed, Bluetooth, Wi-Fi, WIMAX e Rádio Frequência.

WLAN – Wireless Local Area Network:

     Área de Rede Local Sem Fio. Rede interna para uso, na maioria das vezes, doméstico. Conhecida também como rede local.

WPA – Wi-Fi Protected Access:

     Protocolo de Segurança desenvolvido para rede Wireless, que renova a chave encriptada a cada 10k de dados enviados na rede, dificultando ainda mais a invasão e/ou descoberta da chave.

Continue reading »

Inicialização automática VMWare Workstation

 Leitura Recomendada, Linux, Windows  Comentários desativados em Inicialização automática VMWare Workstation
set 032013
 

Por algumas vezes alguém vai até a máquina HOST e liga novamente mas como ninguém conhece a senha do HOST então a máquina GUEST não liga sozinha …. não assim não me resolve em nada.

Esse é o problema agora a solução. Continue reading »

Bacula + Webacula + Bacula-web + bat no CentOS 6.3

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Segurança, Sistemas de Armazenamento  Comentários desativados em Bacula + Webacula + Bacula-web + bat no CentOS 6.3
set 032013
 
Instalação do Bacula

Bacula é um sistema de backup que permite ao administrador fazer backup, gerenciá-los e restaurá-los através da rede. É possível, através dele, realizar backup de máquinas Windows e GNU/Linux. Nesse artigo vou mostrar a instalação do Bacula com o Webacula para gerenciar o Bacula via web e também o Bacula-web para visualizar relatórios do Bacula, como backups e restaurações. Continue reading »

Monitorar servidores e enviar alertas por e-mail e SMS

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux  Comentários desativados em Monitorar servidores e enviar alertas por e-mail e SMS
set 032013
 
Apresentação

Este é meu primeiro artigo compartilhado no VOL, então, não sei muito bem o que colocar para começar e por isso, vou direto ao assunto.Estava a procura de algo para avisar se algum servidor perdesse rede, ou algo assim, que fizesse o mesmo parar de responder na rede, então, pesquisei sobre scripts para avisar por e-mail sobre estes eventos.

Encontrei bastante conteúdo na Internet, mas logo veio uma duvida: e se o próprio servidor que está a executar o script estiver sem rede, ou se o servidor de e-mail perder a rede, e se a internet não estiver funcionando?

Então, resolvi enviar estas mesmas mensagens por SMS. Fui à cata de conteúdo. Encontrei também alguma coisa na Net (mas até que não muito), então juntei tudo e desenvolvi minha ideia. Continue reading »