Como Abrir um Site Externo dentro de uma página HTML dicas wordpress

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Hospedagem, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI  Comentários desativados em Como Abrir um Site Externo dentro de uma página HTML dicas wordpress
abr 252018
 

Hoje vou está compartilhando com você como abrir um website externo através da configuração do iframe dentro do HTML do seu site.

Funciona também em WordPress!

Foi através desse código que conseguimos realizar um trabalho de personalização no site de um cliente.

A solicitação do cliente era exibir uma vitrine de vendas de apostilas dentro de uma página do site em WordPress.

Essas informações seriam puxadas através de um site de afiliados e exibida dentro do seu site.

A solução ideal para esta configuração seria criar um link apontando para o site de afiliados ou então utilizando o iframe dentro da página do site.

Foi então, que através do iframe configurado no site, conseguimos exibir a vitrine de afiliados não sendo necessário o visitante sair do site para ir até o site das apostilas.

Tudo isso de uma maneira bem simples e fácil de ser feita.

Continue reading »

set 042017
 

Uma das minhas paixões por Linux surgiu justamente quando eu comecei a criar os meus primeiros scripts utilizando shell. Quando eu percebi a quantidade de coisas que era possível fazer com scripts, minha mente fervilhou e eu passei a fazer dezenas de scripts para automatizar tudo que eu fazia manualmente até então.

Ao final deste artigo você saberá:

  • O que é shell script;
  • Boas práticas de programação utilizando shell script;
  • Erros de iniciantes em shell script;

É claro que meus primeiros scripts eram bem toscos, mas isso eu só notei quando os revisitei depois de um certo tempo, como eu não tinha referência de comparação, para mim estava maravilhoso.
E é justamente sobre isso que pretendo compartilhar com você neste artigo, dicas para você iniciar a criação dos seus scripts de forma mais inteligente e eficaz.

Continue reading »

Dicas para evitar um ciberataque

 Clusterweb, ClusterWeb, Firewall, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Redes, Segurança  Comentários desativados em Dicas para evitar um ciberataque
maio 242017
 

Tomar alguns cuidados ao usar computadores e celulares é essencial para evitar ser vítima de um ciberataque. Para ajudar os usuários, o G1 reuniu algumas dicas, que compartilhamos abaixo:

1 – Atualize o Windows

A receita principal é usar sempre a versão mais atual do seu sistema operacional. Tradução para a maioria dos usuários: não ignore os avisos de atualização do Windows.

Seu computador estará mais vulnerável caso você ainda não tenha aplicado a atualização do Windows lançada em março. Isso inclui qualquer computador com Windows XP, já que essa versão do Windows não recebe mais atualizações. O Windows 8 também não recebe atualizações e exige uma atualização gratuita para o Windows 8.1.

Continue reading »

nov 132015
 

1. LVM

LVM significa “Logic Volume Manager”, em português “Gerenciador de volume lógico”, ele gerencia discos e dispositivos de armazenamento em massa. No LVM um volume é o equivalente a uma partição de um disco.

1.1 Usos do LVM

O LVM é muito utilizado em servidores linux por oferecer uma capacidade de ajuste dinâmico de seus volumes.

Se você por exemplo que refazer o desenho de partições de um disco, no método tradicional você precisaria fazer backup dos dados, apagar as partições, criar um novo layout de partições, formatar as partições, reinstalar o sistema operacional e depois ainda fazer o restore dos dados, algo chato e demorado.

Se você utilizar LVM estará administrando seu armazenamento em uma camada de abstração, você trabalhará com volumes físicos (PV), grupos de volumes (VG) e volumes lógicos (LV), guarde esses nomes.

Quando você cria uma partição do disco destinada a uso via LVM esta partição será um PV (Physical Volume), e fará parte de algum VG (Volume Group), já os LV são ‘fatias’ de algum VG.

Um VG pode ser criado com um ou mais PVs e o LVM lhe permite adicionar outros PVs a um VG para aumentar a capacidade de armazenamento quando for necessário.

Imagine um VG como se fosse um grande dispositivo de armazenamento composto por vários PVs, a capacidade total de armazenamento de um VG é a soma da capacidade dos PVs associados a ele.

LVs (Logical Volumes) são fatias do seu VG (volume group), imagine que você tem um VG com capacidade de 100 GB, você pode ter 10 LVs de 10GB ou dois LVs de 50GB, isso é configurável, para o sistema operacional linux, um LV equivale a uma partição de um disco, pode ser formatada e montada da mesma forma que uma partição de um disco comum.

A grande vantagem do LVM é que você pode redimensionar VGs e LVs, aumentando ou diminuindo seu tamanho, e se estiver utilizando um sistema de arquivos que suporte resize, algo como ext3 ou ext4, poderá também aumentar e diminuir o sistema de arquivos sem precisar reconstruir todas as partições e reinstalar seu ambiente.

Continue reading »

LEFT 4 DEAD 2 (STEAM) – DICAS PARA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em LEFT 4 DEAD 2 (STEAM) – DICAS PARA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
jan 142015
 

VERIFICANDO OS REQUISITOS DO SISTEMA

 

Detectando onde está o problema…

Eu já tive o prazer de mexer muitas vezes num SO pra deixar do meu jeito, porém o que percebi é que muitas vezes o “meu jeito”, como dissera Frank Sinatra em My Way, não é o correto para rodar jogos ou mesmo bem utilizar os recursos que possuo.

Para iniciarmos a resolução temos que saber alguns informações de forma detalhada.

Temos que saber qual é o seus sistema operacional (versão, arquitetura). Para fazer isso usando o bash:

$ uname -a

A saída do comando será o seguinte:

  • SO
  • Nome do computador
  • Versão do kernel
  • Descrição da distribuição / compilação / build
  • Data de compilação
  • Arquitetura

Continue reading »