dez 092019
 

Um computador tem essencialmente dois tipos de memória: a memória RAM e a memória de armazenamento em disco. A memória RAM é volátil, mas é a mais rápida de um sistema. No entanto, comparativamente à memória de armazenamento (memória em disco), a memória RAM é mais cara e de menor dimensão.

No Linux podemos ter uma partição Swap que permite usar memória de armazenamento do disco como se fosse memória RAM (obviamente sendo mais lenta). Hoje ensinamos como aumentar a memória Swap do seu sistema Linux.

Dica Linux: Como aumentar a memória Swap do sistema?

Continue reading »

jun 192018
 

ESTRUTURA DA TABELA E INSERÇÃO DE REGISTROS

O intuito deste artigo é compartilhar um pouco da minha experiência com migração de arquivos BLOB em um banco de dados Oracle para sistema de arquivos utilizando Python.

Antes de efetivamente partirmos para o código de migração, vamos ver os dados de acesso e como será a estrutura da tabela.

Utilizo os seguintes dados de acesso para o esquema no Oracle:

  • user: desv
  • pass: 123456
  • service name: xe
  • IP do host onde está o SGBD do Oracle: 192.168.1.131

Vamos utilizar a estrutura da tabela a seguir:

CREATE TABLE TB_ARQUIVO (
	COD_ARQUIVO           NUMBER PRIMARY KEY,
	DTHINCLUSAO           DATE NOT NULL,
	ARQUIVO               BLOB,
	DS_ARQUIVO            VARCHAR2(50 BYTE),
	DS_PATH_ARQUIVO       VARCHAR2(255 BYTE)
);

Continue reading »

set 122017
 

Vamos dar uma olhada no sistema de afiliados que vem embutido no whmcs e explicar algumas coisas que causam confusão entre os usuários.

Como funciona?

O programa de afiliados do whmcs está inicialmente desabilitado logo após a instalação. Cabe à você ir ao painel, Setup > General Settings > Aba Affiliates e ativá-lo usando a caixa de seleção, como mostra a figura abaixo.

Aqui neste painel, você faz as configurações gerais (você pode definir comissões diferentes por produto ou cliente).

  • Enable/Disable – Deixando a caixa selecionada você ativa o programa
  • Affiliate Earning Percentage – Porcentagem da comissão a ser paga sobre o valor da venda
  • Affiliate bonus deposit – Valor inicial a ser creditado na conta (para ser usado como incentivo)
  • Affiliate payout amout – Valor mínimo para saque das comissões
  • Affilaite Commission delay – Período de validação da conta (no nosso exemplo acima, as comissões só apareceram na conta do afiliado após 30 dias) para evitar fraudes
    • As comissões em período de validação aparecem no painel do afiliado como pendentes.
  • Affiliate Links – Código para o afiliado colar no site.
    Continue reading »
jun 292017
 

INTRODUÇÃO GERAL – EXEMPLOS E CONSELHOS

 

Artigo sobre uma das técnicas para ter um sistema GNU/Linux inteiro utilizando a rede TOR em uma máquina cliente.

Pode ser muito útil para quem queira utilizar o TOR com wget, curl, nmap etc. Ferramentas de rede em modo texto, ou mesmo gráfico, com o TOR/rede TOR. Este não é um artigo técnico ao extremo, é suficientemente técnico para a compreensão do funcionamento geral de um sistema “Torificado” como, por exemplo, o Tails OS.

Lembro que a segurança do sistema que veremos aqui (e de qualquer outro, de forma geral) depende de muitos fatores, como criptografia das conexões, resolução de DNS, as chaves utilizadas e, principalmente, do ser humano que o opera.

Requisitos gerais:

  • Sistema GNU/Linux
  • TOR
  • POLIPO proxy HTTP
  • IPtables
  • Manipulação de arquivos de configuração
  • Noções de redes, Proxys
  • Conexão com a internet
  • Vontade de aprender, muita leitura e trabalho duro (kkkk)

Continue reading »

Stoq (Sistema de Automação Comercial) – Instalação e configuração no Ubuntu e derivados

 Banco de Dados, Clusterweb, Desktop, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Programação, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em Stoq (Sistema de Automação Comercial) – Instalação e configuração no Ubuntu e derivados
ago 232014
 
Introdução / Instalação

Introdução

Uma breve descrição sobre o sistema Stoq:

O Stoq é um suíte de aplicativos de automação comercial e industrial, desenvolvido e mantido pela Async Open Source. Programa esse, coberto pela GPL (“General Public License” ou “Licença Pública Geral do GNU”) versão 2.0, ou seja, é totalmente livre para distribuição, utilização e comercialização.

O sistema visa automatizar os processos de controle de estoque, além de oferecer um controle financeiro completo sobre todas as despesas e receitas geradas pela empresa como um todo, além de funções adicionais que variam de acordo com as necessidades de cada cliente.

Basicamente, o intuito deste software de gestão está em organizar, controlar e reduzir significativamente os erros humanos.

Todas as seções estão disponíveis na instalação do Stoq, mas não há necessidade da utilização de todas, podendo ser usadas de acordo com a necessidade de cada usuário. As seções do Stoq são limitadas a cada usuário, sendo assim, as informações de cada setor não ficarão disponíveis a qualquer usuário do sistema Stoq.
Continue reading »

MooseFS – Sistema de arquivos distribuído

 Backup, Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Redes, Sistemas de Armazenamento  Comentários desativados em MooseFS – Sistema de arquivos distribuído
abr 112014
 
Conceito e instalação do master

MooseFS é um sistema de arquivos distribuído. Em sua forma tradicional, possui um servidor (master) que é o responsável pelo controle dos arquivos que ficam espalhados pelos diversos storages (chunks).

Os usuários enxergam apenas o servidor master; os servidores de chunk são invisíveis para eles. Um servidor de backup (logger), funciona como uma cópia do master, para o caso de falhas.

Instalação do master

Primeiramente, vamos instalar o master. É necessário instalar as dependências. No Debian 7, execute:

# apt-get install fuse gawk libfuse-dev libghc-zlib-dev libruby pkg-config python

Agora, vamos criar o usuário mfs, responsável pelo MooseFS:

# groupadd mfs
# useradd -g mfs mfs

Agora, baixe o arquivo compactado contendo o código fonte do programa no endereço abaixo:

É necessário se cadastrar no site para receber um e-mail com o link do programa. O programa é o mesmo para o master, o logger e os chunks. O que muda, são os parâmetros de compilação. Continue reading »