abr 272015
 

Below are the guidelines to manage the distribution list through CLI.

Create domain

   $ zmprov cd domain.com zimbraAuthMech zimbra

Create the delegated admin

   $ zmprov ca  delegatedadmin@example.com <passwd>  zimbraIsDelegatedAdminAccount TRUE

Continue reading »

MEU LINUX, MINHA VIDA!

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Ubuntu  Comentários desativados em MEU LINUX, MINHA VIDA!
abr 232015
 

O INÍCIO…

 

Comecei com GNU/Linux aos meus 11 anos. Algo muito complexo naquela época para mim, devido à falta de recurso que se tinha, não era como hoje, que conseguimos ter um grande portal como o Viva ao Linux para tirarmos nossas dúvidas. Após 1 semana de uso, tive um “nojo” de Linux – ahhah! Quem nunca, não é/

Aos 17 anos, quando comecei a estudar programação, a partir do incentivo de meu pai, que é atualmente programador a mais de 20 anos e com grande conhecimento na parte de redes e servidores, senti a necessidade de utilizar um sistema mais estável para programar e fazer outras tarefas, que não vem ao caso, foi aí que conheci Linux BackTrack 4, me apaixonei:
Continue reading »

abr 222015
 

INTRODUÇÃO

 

Funtoo é um sistema operacional baseado em Linux, que é uma variante do Gentoo, liderada por Daniel Robbins fundador do Gentoo. Funtoo Linux é otimizado para o melhor desempenho possível, apoiando Intel Core i7, processadores AMD FX e outros.

O sistema tem uma série de mudanças em pacotes considerados base, como por exemplo, suporte nativo a UTF-8 e já habilitado por padrão, utiliza o Git para guardar a árvore do Portage.

Este método é descrito como superior ao utilizado pelo Gentoo que usa rSync, tem o Metro que é solução de empacotamento automatizada, para a criação dos stages usados durante a instalação do Funtoo. Também usa o boot-update que provê um mecanismo unificado de configuração dos bootloaders GRUB 1.9x (sys-boot/grub) e GRUB 0.97 (sys-boot/grub-legacy).

O criador do projeto, Daniel Robbins, é considerado um “ditador” benevolente e vitalício, sendo o arquiteto líder do projeto, cargo semelhante ao de Patrick Volkerding do Slackware.

abr 212015
 

INFRAESTRUTURA

 

O meu ambiente montado em máquinas virtuais, está configurado da seguinte forma:

  1. Host Cliente
    • 2 Interfaces de Rede
    • Eth0: 10.0.2.4/24
    • Eth1: 192.168.56.101/24
  2. Host Storage
    • 2 Interfaces de Rede
    • Eth0: 10.0.2.X/24
    • Eth1: 192.168.56.101/24

Continue reading »

abr 202015
 

INTRODUÇÃO

 

Minimizar arquivos CSS e Javascript é o processo de remoção de caracteres desnecessários, tais como espaços, tabulações, comentários, abreviar variáveis etc. O objetivo é reduzir o tamanho dos arquivos e consequentemente acelerar o processo de download e renderização de uma página web.

Para esta tarefa existem dezenas de ferramentas online, mas o objetivo do artigo é apresentar formas de obter o mesmo resultado a partir do terminal GNU/Linux, afinal de contas nada é mais produtivo que a boa e velha tela preta!
Continue reading »

KERNEL 4.0 NO DEBIAN, LINUX MINT E UBUNTU – ATUALIZAÇÃO RÁPIDA

 Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Desktop, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Programação, Redes, Segurança, Ubuntu  Comentários desativados em KERNEL 4.0 NO DEBIAN, LINUX MINT E UBUNTU – ATUALIZAÇÃO RÁPIDA
abr 192015
 

INTRODUÇÃO

 

Olá, pessoal.

Estou realizando uma nova contribuição na comunidade GNU/Linux, descrevendo de forma rápida, a atualização do kernel do Debian e suas variações (Ubuntu, Linux Mint, Lubuntu etc) para a versão 4.0, lançada em 12/04/2015.

O Kernel Linux 4.0, codinome “Hurr durr eu sou uma ovelha” – não, realmente – traz consigo um conjunto pequeno de novo suporte de hardware, ajustes de performance, correções de bugs e afins.
Continue reading »

abr 112015
 

Com esse post irei configurar um Load Balance com dois nós utilizando uma configuração ativa/passiva utilizando HAProxy e keepalived. O load balancer fica entre os usuários e 2 servidores web apache, que mantenham o mesmo conteúdo. O load balancer distribui os pedidos para os 2 servidores apache e também verifica o estado dos mesmos, caso um dos servidores esteja fora, os pedidos serão automaticamente redirecionados para o outro servidor. O HAProxy trabalha com sessões, que significa que você pode usá-lo com qualquer aplicação web que faça uso de sessões (fóruns, sites de compras – carrinho, etc). Continue reading »

abr 082015
 

O QUE É DOCKER

 

Uma plataforma aberta para desenvolvedores e administradores de sistemas, usada para construir, executar e distribuir “máquinas”.

“Máquina” será sempre usada entre aspas, pois esse termo será usado apenas para facilitar o entendimento. Ele não é correto, uma vez que máquina mesmo é somente o host onde o docker é executado, ou seja, tudo roda de forma isolada na mesma máquina.

Parece Virtualização, mas não é :)

Tudo isso é possível por conta da Docker Engine, que é um forma de empacotamento de infraestrutura, que é portável e simples, na qual constitui facilmente várias “máquinas” executando no mesmo kernel, porém isoladas logicamente, usando as tecnologias LXC, Aufs e Btrfs.

Continuando sobre o conceito da plataforma Docker, eles disponibilizam também um serviço de nuvem para armazenar e compartilhar imagens prontas, criadas tanto pela comunidade responsável pelo Docker, como por qualquer outra pessoa interessada, e o melhor, sem custo!

Cada pessoa registrada no serviço tem a possibilidade de criar um número ilimitado de imagens públicas (todos podem ver e baixar) e apenas uma imagem privada na conta gratuita.
Continue reading »

PORQUÊ A MASCOTE DO LINUX É UM PINGUIM

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI  Comentários desativados em PORQUÊ A MASCOTE DO LINUX É UM PINGUIM
abr 072015
 

A ORIGEM DO TUX

O símbolo do software foi escolhido pelo seu criador, Linus Torvalds, que um dia estava no zoológico e foi surpreendido pela mordida de um pinguim. Fato curioso e discutido até hoje.

COMO TUDO COMEÇOU

Em 1996, muitos integrantes da lista de discussão “Linux-Kernel” estavam discutindo sobre a criação de um logotipo ou de um mascote que representasse o Linux. Muitas das sugestões eram paródias ao logotipo de um sistema operacional concorrente e muito conhecido (Windows). Outros eram monstros ou animais agressivos.

A ESCOLHA DA MASCOTE

Linus Torvalds acabou entrando nesse debate ao afirmar em uma mensagem que gostava muito de pinguins. Isso foi o suficiente para dar fim à discussão. Depois disso, várias tentativas foram feitas numa espécie de concurso para que a imagem de um pinguim servisse aos propósitos do Linux, até que Larry Ewing sugeriu a figura de um “pinguim sustentando o mundo”.

Em resposta, Linus Torvalds declarou que achava interessante que esse pinguim tivesse uma imagem simples: um pinguim “gordinho” e com expressão de satisfeito, como se tivesse acabado de comer uma porção de peixes.

POR QUE EMPRESAS AINDA OPTAM POR WINDOWS?

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Windows  Comentários desativados em POR QUE EMPRESAS AINDA OPTAM POR WINDOWS?
abr 062015
 

OS BENEFÍCIOS / O MEDO

OS BENEFÍCIOS DO GNU/LINUX

Em relação ao Windows, seu principal concorrente, o GNU/Linux traz consigo uma maneira bem diferente de usabilidade – uma maior estabilidade, versalidade e segurança. Com seu código-fonte aberto, a empresa poderá customizá-lo para que o sistema supra as necessidades da corporação.

Mas, por que empresas ainda utilizam o sistema das janelas? Por quê?

Ao contrário de uma licença original do Windows 8.1 completa, que vale em torno de R$ 650,00, a grande maioria das distribuições GNU/Linux, incluindo as mais populares, como o Ubuntu, o Debian, o Fedora, o openSUSE, o Slackware, o Gentoo, o Linux Mint, o Kali Linux, o Big Linux, o CentOS, o Arch Linux, o Metamorphose e milhares de outras distros, são gratuitas, ou seja, a empresa não paga exatamente nada pelo sistema (e é sem crack e serial – rs).
Continue reading »

abr 052015
 

INTRODUÇÃO

Conforme prometido, segue o procedimento para acessar os sites do TRT e TJSP e, provavelmente, outros sites com problemas de acesso causados pelos conflitos entre versões do Java, ou seja, cada site apenas funciona com uma ou outra versão de Java.

A solução é bem simples: basta instalar 2 ou mais versões do Java e fazer com que o Firefox carregue apenas o plugin Java que você quer usar no referido site. O problema é que o Firefox não permite alternar entre as diversas versões do Java instaladas, por isso, vamos usar uma particularidade do GNU/Linux para conseguir tal feito.

Estou usando o Ubuntu 14.04 com os pacotes do desktop do Lubuntu, por ser mais leve (falta grana para trocar de notebook – ;)), mas efetuei o primeiro procedimento com o Ubuntu 12.04.

O procedimento foi montado usando diversas fontes, procurando. Espero ter incluído os links originais, bem como essa minha ideia de ter 2 ou mais versões do Java instaladas e rodando em harmonia e simultaneamente.

Bem, vamos aos passos.
Continue reading »

INSTALAÇÃO OPENMEETTINGS NO DEBIAN 7

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em INSTALAÇÃO OPENMEETTINGS NO DEBIAN 7
abr 042015
 

SOBRE A FERRAMENTA

 

Trata-se de um software Open Source e que está na versão 3.0.4. Uma excelente ferramenta para ser usada como web conferência, cursos online, palestras etc.

Caso queira conhecer a ferramenta, acesse a página:

Para implementar a ferramenta necessitaremos de de alguns softwares. São eles:

  • Oracle Java – Software Java Sun;
  • Open Office – Pacote Office para abertura de arquivos .doc .xls etc;
  • ImageMagick – Software para converter e editar arquivos bitmap etc;
  • Sox – Software para tratamentos de arquivos de áudio;
  • Swftools – Coleção de softwares para trabalhar em conjunto com o Adobe;
  • Adobe Flash Player – Software para o flash player;
  • Jod Converter – Conversor de arquivos Open Office;
  • Maria DB Server – Banco de dados;
  • OpenMeetings – A ferramenta para web conferência.

Continue reading »