ago 012020
 

Nesse vídeo, irei demonstrar como montar qualquer serviço de cloud suportado pelo rclone, como um serviço, e ainda alterar o ícone do drive.

Pelo exemplo de montagem abaixo, você poderá utilizar inclusive seus vídeos em nuvens para criar um servidor de media como Plex, Emby, Jellyfin ou outro.

Requisitos:

1 – Sistema operacional Windows

2 – Rclone última versão

3 – Algum serviço de Nuvem suportado pelo rclone

4 – Fuse para Windows 5 – Nssm na pasta do rclone

Programas adicionais necessários:

1 – WinFsp

2 – Nssm

Opcional:

Programa Change Drive Icon:

Driver Icon

Exemplo de montagem:

mount –log-file C:\rclone\logs\rclone.log –log-level INFO –allow-non-empty –allow-other –fuse-flag sync_read –tpslimit 10 –tpslimit-burst 10 –dir-cache-time=160h –buffer-size=64M –attr-timeout=1s –vfs-read-chunk-size=2M –vfs-read-chunk-size-limit=2G –vfs-cache-max-age=5m –vfs-cache-mode=writes –cache-dir D:\DriveFSCache sftp: M: –config C:\Users\Usuario\.config\rclone\rclone.conf

ATUALIZAR PARA O UBUNTU 20.04 LTS

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Ubuntu  Comentários desativados em ATUALIZAR PARA O UBUNTU 20.04 LTS
Maio 282020
 

INTRODUÇÃO

 

Ubuntu lançou recentemente a nova versão 20.04 LTS, sendo ela muito estável e com um excelente visual gráfico. Muitas pessoas, como eu, estavam, ou estão, com a versão anterior do Ubuntu instalada, a 19.10, 19.04 ou anteriores. Tenho também algumas VPS (Virtual Private Server, ou Servidor Virtual Privado) contratadas, com as versões 19.10 e 16.04 LTS, sendo que preciso atualizá-las também.

Para este material, montei duas máquinas virtuais, ambas com um ambiente de desenvolvimento Java, com os seguintes softwares e o seguinte hardware virtualizado, listados abaixo, para testar a atualização:
Continue reading »

SHELL IN A BOX – ACESSANDO O SHELL LINUX PELO NAVEGADOR WEB

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Redes, Shell Script, Ubuntu  Comentários desativados em SHELL IN A BOX – ACESSANDO O SHELL LINUX PELO NAVEGADOR WEB
abr 192020
 

Esta, é apenas uma dica que tem o intuito de mostrar e divulgar uma ferramenta para acessar o Linux / Shell através de um navegador Web. Sendo assim, não entrarei em detalhes sobre instalação e configuração do mesmo.

No entanto, com a evolução das distribuições Linux, já existem pacotes que podem ser executados e instalados automaticamente, como no caso o Shell in A Box, que oferece o pacote de instalação no formato “.deb”, podendo ser instalado diretamente em distro baseadas no Debian / Ubuntu.

A FERRAMENTA

O Shell in A Box é ideal quando há necessidade de acessar remotamente um computador. Muitas vezes ‘sendo obrigado’ ou, não tendo outras maneiras de acessá-lo, tendo apenas o Navegador Web.

Uma das grandes vantagens do Shell in A Box, é que o mesmo já traz consigo um servidor Web próprio que escuta a porta 4200, sendo assim, logo após instalá-lo, já está disponível para acesso via Web sem a necessidade de nenhuma outra configuração.

Para acessá-lo, basta apenas abrir um Navegador Web, e digitar o seguinte endereço: https://localhost:4200

Desta maneira, você terá acesso no computador local.

Para acessá-lo remotamente, basta digitar o seguinte endereço: https://IP_Servidor_Shell_in_A_Box:4200/

Linux: Shell In A Box - Acessando o Shell Linux pelo Navegador Web

O Shell in A Box suporta atividades diretas com editores de texto, podendo usar editores como VI, VIM, JOE, entre outros.

Ao acessar o servidor pelo navegador, o Shell in A Box não permite acesso direto ao root, sendo assim, há necessidade de acessar com outro usuário, e depois de fazer o login como root.

Para baixá-lo, basta acessar o seguinte link:

FreeNAS – configure o armazenamento de objetos de repositório do Veeam Backup conectado ao FreeNAS (MinIO)

 Backup, Clusterweb, ClusterWeb, FreeNAS, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Redes, Segurança, Sistemas de Armazenamento, Vmware ESXi  Comentários desativados em FreeNAS – configure o armazenamento de objetos de repositório do Veeam Backup conectado ao FreeNAS (MinIO)
abr 122020
 

Se o víssemos em um diagrama muito simples, teríamos o seguinte: uma combinação de extensões locais (Repositórios de Backup) denominada Camada de Desempenho, à qual é adicionada uma Camada de Capacidade baseada no Armazenamento de Objetos, para a qual são enviadas as cópias que não fazemos precisa ter no nível de desempenho:

Continue reading »

Como visualizar o uso do espaço em disco no Linux

 CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Ubuntu  Comentários desativados em Como visualizar o uso do espaço em disco no Linux
set 172019
 

Você pode encontrar na Internet um monte de ferramentas que visualizam o uso do espaço em disco no Linux. Nem precisava. O próprio sistema operacional já apresenta uma solução robusta chamadadf. O comando “df” significa “disk filesystem” e pode ser facilmente utilizada para avaliar o espaço em disco no sistema de arquivos do Linux.

Vamos estudar agora dez pontos do comando:

Continue reading »

O que é PTT – Peering – Trânsito?

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Profissional de TI, Redes  Comentários desativados em O que é PTT – Peering – Trânsito?
set 142019
 

Em tempos onde tudo está conectado, a Internet é cada vez mais importante e muito se tem  feito para ampliar e melhorar essas comunicações em capacidade, velocidade e segurança.

 

Uma forma de reduzir as distâncias e custo para essas conexões são os chamados Pontos de Troca de Tráfego, ou PTT.

Continue reading »

Como ativar o logon automático no Windows

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Profissional de TI, Windows  Comentários desativados em Como ativar o logon automático no Windows
jul 232019
 

Resumo


Este artigo descreve como configurar o Windows para automatizar o processo de logon, armazenando a sua senha e outras informações pertinentes no banco de dados do Registro. Com esse recurso, outros usuários podem iniciar seu computador e usar a conta que você estabelecer para fazer logon automaticamente.

Importante O recurso de logon automático é fornecido como uma conveniência. No entanto, ele pode ser um risco de segurança. Se você definir um computador para fazer logon automático, qualquer pessoa que tiver acesso físico ao computador poderá acessar todo o seu conteúdo, incluindo as redes às quais o computador esteja conectado. Além disso, quando o logon automático está ativado, a senha é armazenada no Registro em texto sem formatação. A chave do Registro específica que armazena esse valor pode ser lida remotamente pelo grupo Usuários Autenticados. Essa configuração é recomendada apenas para casos em que o computador está fisicamente seguro e todas as medidas necessárias foram tomadas para garantir que usuários não confiáveis não consigam acessar remotamente o Registro.

Comware – Configurando o 802.1x – DOT1X

 Clusterweb, ClusterWeb, Firewall, Leitura Recomendada, Profissional de TI, Redes, Segurança, Vlans  Comentários desativados em Comware – Configurando o 802.1x – DOT1X
jun 152019
 

O IEEE 802.1X (também chamado de dot1x) é um padrão IEEE RFC 3748 para controle de acesso à rede. Ele prove um mecanismo de autenticação para hosts que desejam conectar-se a um Switch ou Access Point, por exemplo. A funcionalidade é também bastante poderosa para vinculo de VLANs, VLANs Guest e ACL’s dinâmicas. Essas informações são enviadas durante o processo de autenticação utilizando o  RADIUS como servidor. As funcionalidades do 802.1x permitem por exemplo, que caso um computador não autentique na rede, a máquina seja redirecionada para uma rede de visitantes, etc.

O padrão 802.1x descreve como as mensagens EAP são encaminhadas entre um suplicante (dispositivo final, como uma máquina de um usuário) e o autenticador(Switch ou Access Point), e  entre o autenticador e o servidor de autenticação. O autenticador encaminha as informações EAP para o servidor de autenticação pelo protocolo RADIUS.

Uma das vantagens da arquitetura EAP é a sua flexibilidade. O protocolo EAP é utilizado para selecionar o mecanismo de autenticação. O protocolo 802.1x é chamado de encapsulamento EAP over LAN (EAPOL). Atualmente ele é definido para redes Ethernet, incluindo o padrão 802.11 para LANs sem fios.

Continue reading »

KVM usando o DHCP no Proxmox

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Proxmox  Comentários desativados em KVM usando o DHCP no Proxmox
jun 022019
 

Atribuir IPs estáticos a convidados do KVM usando o DHCP no Proxmox

Esta é a minha configuração ao atribuir IPs estáticos a convidados do KVM usando o DHCP no Proxmox. Atualmente, tenho 1 IP público e 2 IP de failover (o IP de failover tem endereço MAC anexado).

Instale o servidor DHCP:

apt install isc-dhcp-server

Edite a configuração:

vi /etc/default/isc-dhcp-server

# Add below lines. The default bridge is vmbr0.
INTERFACES="vmbr0"

Modifique o /etc/dhcp/dhcpd.conf. Exemplo:

subnet 0.0.0.0 netmask 0.0.0.0 {
authoritative;
default-lease-time 21600000;
max-lease-time 432000000;
}

# Bind IP by MAC
host VM1 {
hardware ethernet 192:44:xx:xx:xx:x1;
option routers 72.xxx.xxx.1;
option subnet-mask 255.255.255.255;
fixed-address xxx.xxx.xxx.114;
option domain-name-servers 8.8.8.8,8.8.4.4;  
}

host VM2 {
hardware ethernet 192:44:xx:xx:xx:x2;
option routers 72.xxx.xxx.1;
option subnet-mask 255.255.255.255;
fixed-address xxx.xxx.xxx.254;
option domain-name-servers 8.8.8.8,8.8.4.4;  
}

Certifique-se de que o servidor dhcp esteja em execução após a reinicialização:

systemctl enable isc-dhcp-server
reboot

Mais tarde, ao criar a VM, basta especificar o endereço MAC para um IP específico e usar o DHCP para obter o IP atribuído.

Sua licença do windows expira em breve – Como resolver o erro

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Profissional de TI, Segurança, Windows  Comentários desativados em Sua licença do windows expira em breve – Como resolver o erro
abr 022019
 

O Windows é um sistema pago e, para funcionar corretamente, precisa ser ativado junto à Microsoft. Caso o usuário não realize essa operação, o sistema exibe a mensagem “Sua licença do Windows expira em breve”, que deve ser solucionada inserindo a chave do produto ou licença digital. No entanto, um erro na atualização do Windows 10 (versão 1607 ou posterior) faz com que essa mensagem apareça mesmo que o sistema já tenha sido registrado anteriormente.

Outra causa comum para a falha é a troca de peças do hardware, como a placa-mãe, o que pode fazer com que o Windows não encontre a licença correspondente ao computador. O tutorial a seguir mostra como resolver o problema nos dois casos, lembrando que, em qualquer situação, será necessário ter a chave do produto ou licença digital. O procedimento foi realizado em um notebook com o Windows 10.

Continue reading »

Como o servidor em nuvem impacta a segurança da sua empresa?

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Profissional de TI  Comentários desativados em Como o servidor em nuvem impacta a segurança da sua empresa?
fev 282019
 

A segurança é um dos pontos de destaque de um servidor em nuvem. Há diversos fatores que contribuem para isso, como a ausência do risco de roubo ou dano de equipamentos, além do isolamento de dados vindos de conexões não-seguras, por exemplo.

Mais do que isso, porém, o servidor em nuvem garante vantagens para seu negócio porque conta com o aporte de uma empresa especializada e de uma equipe capacitada para fazer a gestão e garantir a segurança e acessibilidade dos dados em diversos níveis.

Ficou interessado e quer saber mais a respeito? Acompanhe!

Continue reading »

fev 252019
 

O que é hospedagem de site é um questionamento bastante recorrente para quem quer começar um blog, um site ou uma loja virtual na internet.

Afinal, para você se estabelecer na rede com um projeto online, você precisa deste tipo de serviço para ter uma página permanente na internet. Assim, se você se encaixa em qualquer um destes perfis, saiba que você está no lugar certo.

Mas o que é hospedagem de site? Hospedagem de site é um serviço online que permite a publicação de um site ou aplicação na internet. Quando você adquire uma hospedagem, basicamente você está alugando um espaço dentro de um servidor.

Nele ficam armazenados todos os arquivos e dados necessários para o bom funcionamento do site.

Um servidor é um computador físico que nunca é desligado para que seu site ou aplicação esteja sempre online.

Seu provedor de hospedagem é responsável por manter o site no ar e funcionando, proteger de ataques maliciosos e transferir seu conteúdo (texto, imagens, arquivos) do servidor até o navegador do visitante.

Continue reading »