Clusterweb® – Internet Data Center.

 ClusterWeb  Comentários desativados em Clusterweb® – Internet Data Center.
jan 022012
 

O Blog da Clusterweb® – Internet Data Center tem como objetivo principal divulgar assuntos relacionados ao sistema Gnu/Linux e administração de redes, e outros sistemas operacionais.
No site teremos assuntos, scritps e facilidades para erros comuns e incomuns ocorridos no dia a dia de um administrador de redes.
Caso queira participar seja bem-vindo, faça seu cadastro e comece agora a interagir com a nossa equipe.
Convidamos todos a fazer parte da nossa comunidade.



Seja bem-vindo a Clusterweb® – Internet Data Center.

ClusterWeb® – Internet Data Center

 ClusterWeb® – Internet Data Center  ClusterWeb  Comentários desativados em ClusterWeb® – Internet Data Center
jan 012012
 

ClusterWeb® – Internet Data Center iniciou sua atuação no mercado de data center em 2014, prestando serviços de hospedagem as mais diversas necessidades. Abrangemos desde sites simples até servidores virtuais e dedicados visando atender a grandes empresas no Brasil.

Contamos com infraestrutura de data center no Canadá, o que viabiliza projetos globais e orçamentos ilimitados, proporcionando ao cliente maior mobilidade no seu investimento, além de manter a qualidade e segurança. Nossa missão é prestar serviços de alta qualidade, os quais possibilitem o crescimento e a prosperidade de nossos clientes em suas atividades, que facilite o uso de data center no dia a dia, com preços honestos e justos.

Assine agora um plano de hospedagem ou cloud em um servidor de confiança, baixa latência e ótima infra-estrutura.

Como Abrir um Site Externo dentro de uma página HTML dicas wordpress

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Hospedagem, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI  Comentários desativados em Como Abrir um Site Externo dentro de uma página HTML dicas wordpress
abr 252018
 

Hoje vou está compartilhando com você como abrir um website externo através da configuração do iframe dentro do HTML do seu site.

Funciona também em WordPress!

Foi através desse código que conseguimos realizar um trabalho de personalização no site de um cliente.

A solicitação do cliente era exibir uma vitrine de vendas de apostilas dentro de uma página do site em WordPress.

Essas informações seriam puxadas através de um site de afiliados e exibida dentro do seu site.

A solução ideal para esta configuração seria criar um link apontando para o site de afiliados ou então utilizando o iframe dentro da página do site.

Foi então, que através do iframe configurado no site, conseguimos exibir a vitrine de afiliados não sendo necessário o visitante sair do site para ir até o site das apostilas.

Tudo isso de uma maneira bem simples e fácil de ser feita.

Continue reading »

PARAVIRTUALIZAÇÃO COM XEN

 Backup, CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, XenServer  Comentários desativados em PARAVIRTUALIZAÇÃO COM XEN
abr 242018
 

SOBRE O XEN – INTRODUÇÃO

Neste artigo explicarei de forma bastante objetiva o funcionamento, configuração e operação do Xen e como criar e administrar máquinas virtuais.

Para começar, vamos explicar o que é o Xen para entender o processo de paravirtualização e fazermos uma comparação com o modelo de virtualização total.

“O Xen é um dos mais populares exemplos de paravirtualização. Na virtualização total, o sistema operacional visitante tenta executar tarefas protegidas e, por estarem no espaço de aplicação do sistema operacional hospedeiro, não podem ser executadas. No entanto, o VMM intervém e executa ou simula a execução dessas, o que reduz o desempenho da virtualização total. Já a paravirtualização apresenta-se como uma alternativa a isso, na medida em que o sistema operacional visitante é modificado para não tentar executar diretamente na CPU as tarefas protegidas, mas entregar essas ao VMM. Este tipo de virtualização tem um ganho de desempenho significativo frente à total.

Uma das maiores vantagens do uso do Xen como VMM na paravirtualização é o fato de que este apresenta um desempenho melhor do que os produtos de virtualização total, quando a máquina física hospedeira não tem instruções de hardware de suporte a virtualização. No entanto, há a necessidade de que o sistema visitante seja portado para o Xen, o que não chega a ser uma desvantagem, já que os sistemas operacionais mais comuns no mercado têm versões para o Xen. Alguns dos sistemas suportados pelo Xen são Linux, FreeBSD e Windows XP.

Zimbra 8.7 e 8.8: Implementando certificado assinado com Let’s Encrypt

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Segurança, Zimbra  Comentários desativados em Zimbra 8.7 e 8.8: Implementando certificado assinado com Let’s Encrypt
abr 102018
 

Olá ! Nesse artigo eu gostaria de compartilhar com vocês as orientações para implementar um certificado válido e gratuito da Let’s Encrypt no Zimbra 8.7 e 8.8.

(Essa implementação é idêntica para a versões Open Source, Suite Plus e Network)

Tenho observado que mesmo com a divulgação dos certificados gratuitos da Let’s Encrypt e a diminuição do custo de certificados assinados no Brasil em geral, muitos administradores Zimbra ainda não implementaram um certificado válido no seu ambiente.

Continue reading »

mar 262018
 

I have wrote a post regarding on how to access ftp host using curl. And this time, let us look at how to mount the ftp host to a local directory on top of FUSE.

FUSE (Filesystem in userland) is a userland build on top of virtual filesystem, it allows you to implement functional filesystem in userspace application. Robson Braga Araujo wrote an app based on fuse and curl that allows you to mount a ftp host to a local directory, curlftpfs.

What is the benefit of mounting ftp host to a local directory?
The most obvious benefit is easing file management in ftp host. After mounting ftp host to a local dir, you can simply copy, move and delete files using command such as cp, mv, rm. You can easily transfer files from your localhost to ftp host and vice versa.

Continue reading »

Zimbra: Instalando un Certificado gratuito SSL Let’s Encrypt

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Linux, Profissional de TI, Segurança, Zimbra  Comentários desativados em Zimbra: Instalando un Certificado gratuito SSL Let’s Encrypt
mar 242018
 

letsencrypt-esSaludos, Let’s Encrypt ha lanzado su Beta hace unos días, llevaba siguiendo el proyecto desde hace unos meses, y parece que por fín está casi listo.

¿Qué es Let’s Encrypt?

Let’s Encrypt es una nueva Entidad Certificadora, es gratis, automatizada y además abierta. Es una buena opción para proteger entornos Zimbra con un Certificado SSL profesional, a coste cero. Hay que tener en cuenta que por ahora se encuentra en estado Beta, y pueden surgir problemas, o incidencias, usarlo siempre bajo vuestra responsabilidad.

Para seguir el proyecto de cerca por favor ir a la web Oficial del Proyecto – https://letsencrypt.org. Además, siempre es bueno leer las preguntas y respuestas frecuentes

Continue reading »

mar 222018
 

Olá!

Aqui, você verá uma forma simples de “criptografar” um Shell Script que você quer passar a alguém, mas não quer liberar o fonte ou que seja editável por qualquer um.

BÁSICO DE CRIPTOGRAFIA

Bom, um conceito básico sobre criptografia:

Criptografia (do Grego kryptós, “escondido”, e gráphein, “escrita”) é o estudo dos princípios e técnicas pelas quais a informação pode ser transformada da sua forma original para outra ilegível.

Mais sobre isso: Criptografia – Wikipédia, a enciclopédia livre
Continue reading »

CRIAR UM SERVIDOR TEAMSPEAK NO UBUNTU SERVER

 CentOS 7 / RHEL 7, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Linux, Programação, Redes, Segurança, Shell Script, Ubuntu  Comentários desativados em CRIAR UM SERVIDOR TEAMSPEAK NO UBUNTU SERVER
nov 242017
 

Comece executando esses comandos no seu servidor Ubuntu. Esses comandos receberão automaticamente a última atualização para o seu servidor.

 sudo apt-get update && apt-get upgrade -y

O Ubuntu deve incluir os binários nano, wget, perl e bzip2, mas se eles não estiverem incluídos, você precisará instalar os pacotes necessários.

 sudo apt-get install nano wget tar perl bzip2

Em primeiro lugar, criaremos um usuário dedicado que será usado para executar o software do servidor TeamSpeak. Isso é importante do ponto de vista da segurança; executar programas daemon como root pode ser perigoso. Criar um novo usuário nos permitirá executar o TeamSpeak com privilégios limitados. Isso é feito executando o o comando:

 sudo adduser –disabled-login teamspeak

Você pode deixar os campos de informações vazios e validar as informações no final pressionando Y ou simplesmente pressionando enter. É necessário que você valide as informações ao criar o novo usuário.
Continue reading »

Instalando Language Pack no Windows Server 2008 R2 (pt-BR)

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Profissional de TI, Windows  Comentários desativados em Instalando Language Pack no Windows Server 2008 R2 (pt-BR)
out 252017
 

Olá pessoal,

Algumas pessoas passaram a me perguntar como elas poderiam mudar o idioma do sistema do inglês para o português do Brasil. Bom à resposta é bem simples e é exatamente o que vou mostrar nesse post.

O primeiro passo é fazer o download do Language Pack no site da Microsoft. Clique aqui  para fazer o download.

Após o download ser concluído vá até o local onde o language pack foi salvo, no meu caso eu coloquei na área de trabalho. Como mostrado na figura 1.

clip_image002 

Continue reading »

set 262017
 
Como fazer ssh com chaves pública e privada usando o programa PuTTY

Gerando as chaves publica e privada

Com a implantação da autenticação por chave, precisaremos usar o programa PuTTYGen para gerar a sua chave de acesso a sua conta.

  1. Baixe o programa PuTTYGen e salve em um local de sua preferência.
  2. Execute o programa. Você deverá ver a seguinte tela:
    putty 1 - Gerando a chave
    Continue reading »
set 252017
 

A ferramenta logrotate tem como objetivo rotacionar automaticamente logs de aplicativos segundo a necessidade e a organização que o administrador de sistemas (SysAdmin) deseje. Todo administrador experiente reconhece a importância dos logs e principalmente o quão relevante é ter os logs disponíveis e organizados para um momento onde é necessária uma rápida consulta aos mesmos. Esta ferramenta é muito útil para os SysAdmin e possui recursos flexíveis que por vezes não são explorados. É relevante salientar que alguns aplicativos possuem seu desempenho comprometido quando seus arquivos de log chegam a tamanhos muito grandes.

Instalar logrotate

Para instalar o logrotate basta efetuar o procedimento padrão da distribuição Linux que está sendo utilizada.

Gentoo

  # emerge -va app-admin/logrotate

Ubuntu

  # apt-get install logrotate

CentOS

  # yum install logrotate

Continue reading »

NSSM – the Non-Sucking Service Manager

 Clusterweb, ClusterWeb, Desktop, Leitura Recomendada, Midia, Profissional de TI, Windows  Comentários desativados em NSSM – the Non-Sucking Service Manager
set 192017
 

Usage

No “installation” of nssm is needed. Just place it somewhere on the system (preferably somewhere in your PATH) and run it.

Note however that nssm registers itself as an Event Log message source which means that running multiple instances or different version of nssm from different locations may cause confusion. Also note that if you run the Event Viewer it will open the nssm executable, preventing you from overwriting it. Keep this in mind if you come to upgrade nssm.

Some features are labelled as supported as of a particular version. If the version described is newer than that available from the download page there may be a pre-release build with the feature enabled.

Equivalent command examples below show the commands which would configure an existing service to match the screenshots. In many cases they represent the defaults for the parameters in question and are thus redundant. Any parameter can also be reset to its default value with Continue reading »

VPN FREE – ClusterWeb

 Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Linux, Profissional de TI, Programação, Proxy, Redes, Segurança  Comentários desativados em VPN FREE – ClusterWeb
set 152017
 
VPN quer dizer “Virtual Private Network” (Rede Privada Virtual) – a forma mais segura de se ligar à Internet sem arriscar a sua identidade online, privacidade e a as suas questões financeiras.
Uma VPN cria um túnel seguro usando os protocolos VPN mais potentes – esconde o seu IP original – encripta todas as suas comunicações e passa-as por um túnel seguro permitindo-lhe navegar a web livremente e de forma anónima.

Continue reading »

Sistemas RAID (Redundant Array of Independent Disks)

 Leitura Recomendada, Midia, Profissional de TI, Segurança, Sistemas de Armazenamento  Comentários desativados em Sistemas RAID (Redundant Array of Independent Disks)
set 132017
 

Introdução

Mais do que simplesmente guardar dados, soluções de armazenamento devem fornecer acesso à informação de maneira eficiente, em tempo hábil e, dependendo do caso, oferecendo algum tipo de proteção contra falhas. É neste ponto que os sistemas RAID (Redundant Array of Independent Disks) entram em ação.

Nas próximas linhas, o InfoWester explicará o que é RAID e mostrará quais os seus principais níveis. Continue reading »