abr 022019
 

Objetivo

 

Aqui falaremos rapidamente sobre os procedimentos que utilizamos para instalar o Proxmox. Antes de iniciar esse procedimento, recomendamos uma lida em nosso artigo (neste link, ou nas referências abaixo) comparando algumas soluções antispam, para lhe ajudar a decidir se esta solução é a melhor para seu caso.

Passos/Condutas

 

Lembre-se de alterar as partes em cinza para o padrão de sua empresa.

  • Preparar o Ambiente (Servidores):

Antes de iniciar, obtenha a ISO mais atual do Proxmox Mail Gateway no site da proxmox. É importante que o nome DNS esteja funcionando corretamente (neste exemplo os endereços serão quarentena.suaempresa.com.brmail.suaempresa.com.br e mail2.suaempresa.com.br)

Para a montagem do ambiente é importante demonstrar os pré-requisitos necessários para a instalação do, utilizamos a configuração padrão de servidores:

 

Ambiente/Função Nó1 Nó2 Nó3
Nome no HOST DMZ-041-MS DMZ-042-MS DMZ-043-MS
Nome de REDE quarentena.suaempresa.com.br mail2.suaempresa.com.br mail.suaempresa.com.br
Endereço SEU_IP_1 SEU_IP_2 SEU_IP_3
Função Quarentena de e-mail para usuários Filtro de mensagens Filtro de mensagens
Size 4GB de RAM
100GB de Disco
8GB de RAM
30GB de Disco
8GB de RAM
30GB de Disco

 

Continue reading »

Transferir a instalação do Windows 7 para um novo computador

 Clusterweb, ClusterWeb, Leitura Recomendada, Profissional de TI, Windows  Comentários desativados em Transferir a instalação do Windows 7 para um novo computador
mar 222019
 

Sintomas


Neste artigo, explicamos como usar a Ferramenta de Preparação do Sistema (Sysprep) para transferir a instalação do Windows 7 para um novo computador e manter os aplicativos instalados, as configurações de programas e os perfis de usuários.

Resolução


Se você adquiriu um novo computador ou planeja fazer trocas de hardware significativas, como da placa-mãe ou da placa de vídeo (GPU), é possível preparar seu sistema para continuar a utilizá-lo com o novo hardware sem a necessidade de reinstalar o sistema operacional e os aplicativos, conservando assim seu perfil de usuário existente.

Etapa 1: Preparar o sistema
Etapa 2: Iniciar o sistema no novo hardware

Continue reading »

OCS-NG INVENTORY NO DEBIAN 8 (JESSIE) – INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

 Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Desktop, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Redes, Segurança  Comentários desativados em OCS-NG INVENTORY NO DEBIAN 8 (JESSIE) – INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO
jun 012017
 

Autor: Willian ricardo mendonca <willian.ricardo.mendonca at gmail.com>
Data: 11/05/2017

INTRODUÇÃO

 

O OCS inventory NG (Open Computer and Software Inventory Next Generation) é um software livre que permite aos administradores de rede gerar um inventário completo de seus ativos de TI. O OCS-NG coleta informações sobre o software e o hardware das maquinas em rede que executam seu agente (“OCS inventory agent”).

As informações coletadas são organizadas e gravadas em um banco de dados instalado no servidor, o OCS utiliza uma interface WEB pra exibir ao usuário, ou administrador de rede, as informações coletadas de forma amigável. O OCS também conta com uma função chamada IpDiscover, que funciona como um SNMP scan que identifica todos os equipamentos da rede.

O princípio de funcionamento do OCS é o seguinte, o agente se comunica com o servidor (nunca o contrário) e envia as informações de inventário em formato XML, essa informações são tratadas pelo servidor e gravadas no banco de dados MySQL. As trocas de informações entre cliente e servidor podem ser feitas via HTTP ou HTTPS, as transmissões de software e SNMP scan são feitos somente em HTTPS.

O servidor de gerenciamento do OCS-NG é composto basicamente por quatro elementos, são eles:

  • Servidor de banco de dados → que armazena informações de inventário (MySQL),
  • Servidor de comunicação → que lida com as comunicações HTTP ou HTTPs entre o servidor de banco de dados e agentes (Apache e Perl),
  • Console de administração → que permite aos administradores consultar o servidor de banco de dados usando seu navegador favorito (Apache, php)
  • Servidor de implantação → que armazena toda a configuração de implementação do pacote (Apache, SSL).
jun 182015
 

INSTALAÇÃO

 

Recentemente, publiquei artigo referente à instalação e configuração do Nagios. Serviço muito utilizado para monitorar equipamentos e serviços de rede. Neste artigo, tentarei da forma didática, compartilhar meu conhecimento em continuidade ao artigo anterior (referente ao Nagios).

Como deve ser do conhecimento de muitos que já utilizam o Nagios para monitorar seus ativos de rede em algumas situações, será necessário instalar a agente cliente do Nagios nos computadores Windows para gerenciamento. Uma dessas situações, por exemplo, está relacionada à necessidade de ter acesso ao status do espaço de disco em uso, alguns serviços e memória usada.

O objetivo deste artigo é transmitir como por em prática o acesso a essas funcionalidades.

Aproveito para explicar como configurar o recurso de envio de alertas por e-mail, apesar de apresentar uma solução pouco profissional, mas posso garantir que nos testes realizados funcionou sem problemas, proporcionando uma maneira de ter conhecimento do status dos equipamentos e serviços de rede, sem necessariamente ter que estar em frente ao servidor.
Continue reading »

jun 092015
 

JENKINS

 

Linux: Integração Contínua com Jenkins - Instalação (Parte 1)

Jenkins é um dos softwares utilizados quando se fala em “Integração Contínua”, que é o responsável pelo desenvolvimento ágil, ou seja, a facilidade em detecção de bugs em códigos e o rápido deploy, em caso de falha por parte de um ou de um time de desenvolvedores, por exemplo.

O assunto vai muito além disso e não é o escopo deste tutorial. Focaremos em sua instalação e a utilização em uma simples aplicação Java para detectar possíveis vulnerabilidades, tendo como base as distribuições Debian, Ubuntu e CentOS.

Definição, segundo wikipédia:

“Jenkins is an open source continuous integration tool written in Java. The project was forked from Hudson after a dispute with Oracle. Jenkins provides continuous integration services for software development. It is a server-based system running in a servlet container such as Apache Tomcat.

It supports SCM tools including AccuRev, CVS, Subversion, Git, Mercurial, Perforce, Clearcase and RTC, and can execute Apache Ant and Apache Maven based projects as well as arbitrary shell scripts and Windows batch commands. The primary developer of Jenkins is Kohsuke Kawaguchi. Released under the MIT License, Jenkins is free software.”

Continue reading »

abr 222015
 

INTRODUÇÃO

 

Funtoo é um sistema operacional baseado em Linux, que é uma variante do Gentoo, liderada por Daniel Robbins fundador do Gentoo. Funtoo Linux é otimizado para o melhor desempenho possível, apoiando Intel Core i7, processadores AMD FX e outros.

O sistema tem uma série de mudanças em pacotes considerados base, como por exemplo, suporte nativo a UTF-8 e já habilitado por padrão, utiliza o Git para guardar a árvore do Portage.

Este método é descrito como superior ao utilizado pelo Gentoo que usa rSync, tem o Metro que é solução de empacotamento automatizada, para a criação dos stages usados durante a instalação do Funtoo. Também usa o boot-update que provê um mecanismo unificado de configuração dos bootloaders GRUB 1.9x (sys-boot/grub) e GRUB 0.97 (sys-boot/grub-legacy).

O criador do projeto, Daniel Robbins, é considerado um “ditador” benevolente e vitalício, sendo o arquiteto líder do projeto, cargo semelhante ao de Patrick Volkerding do Slackware.

INSTALAÇÃO OPENMEETTINGS NO DEBIAN 7

 Apache2, Clusterweb, ClusterWeb, Debian, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em INSTALAÇÃO OPENMEETTINGS NO DEBIAN 7
abr 042015
 

SOBRE A FERRAMENTA

 

Trata-se de um software Open Source e que está na versão 3.0.4. Uma excelente ferramenta para ser usada como web conferência, cursos online, palestras etc.

Caso queira conhecer a ferramenta, acesse a página:

Para implementar a ferramenta necessitaremos de de alguns softwares. São eles:

  • Oracle Java – Software Java Sun;
  • Open Office – Pacote Office para abertura de arquivos .doc .xls etc;
  • ImageMagick – Software para converter e editar arquivos bitmap etc;
  • Sox – Software para tratamentos de arquivos de áudio;
  • Swftools – Coleção de softwares para trabalhar em conjunto com o Adobe;
  • Adobe Flash Player – Software para o flash player;
  • Jod Converter – Conversor de arquivos Open Office;
  • Maria DB Server – Banco de dados;
  • OpenMeetings – A ferramenta para web conferência.

Continue reading »

INSTALAÇÃO DO GLPI NO GNU/LINUX CENTOS 7.0

 Clusterweb, ClusterWeb, Desktop, Leitura Recomendada, Linux, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em INSTALAÇÃO DO GLPI NO GNU/LINUX CENTOS 7.0
jan 142015
 
Partirei do principio que o servidor já esta instalado com o S.O. CentOS 7.0 e também que este servidor possui no mínimo uma conexão de rede instalada e operacional.

RESOLUÇÃO DAS DEPENDÊNCIAS

Como este é um ambiente de teste, será desabilitado o sistema de firewall que nesta versão está como “firewalld”.

Para parar o serviço utilize o comando:

# systemctl stop firewalld

Para desabilitar o serviço de forma definitiva no servidor utilize o comando:

# systemctl disable firewalld

Utilize o editor de texto VIM ( ou o editor de sua preferência) para modificar o arquivo selinux executando o comando abaixo e alterando a linha “SELINUX = enabled” de enabled para disabled.

# vim /etc/sysconfig/selinux

A linha deverá ficar deste modo:

SELINUX=disabled

OBS.: caso não tenha o editor vim instalado no seu servidor, utilize o yum para fazer a instalação:

# yum install vim -y

Sempre que o arquivo selinux é modificado deve-se reiniciar o servidor, para isso utilize o comando:

# reboot

Stoq (Sistema de Automação Comercial) – Instalação e configuração no Ubuntu e derivados

 Banco de Dados, Clusterweb, Desktop, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Programação, Redes, Ubuntu  Comentários desativados em Stoq (Sistema de Automação Comercial) – Instalação e configuração no Ubuntu e derivados
ago 232014
 
Introdução / Instalação

Introdução

Uma breve descrição sobre o sistema Stoq:

O Stoq é um suíte de aplicativos de automação comercial e industrial, desenvolvido e mantido pela Async Open Source. Programa esse, coberto pela GPL (“General Public License” ou “Licença Pública Geral do GNU”) versão 2.0, ou seja, é totalmente livre para distribuição, utilização e comercialização.

O sistema visa automatizar os processos de controle de estoque, além de oferecer um controle financeiro completo sobre todas as despesas e receitas geradas pela empresa como um todo, além de funções adicionais que variam de acordo com as necessidades de cada cliente.

Basicamente, o intuito deste software de gestão está em organizar, controlar e reduzir significativamente os erros humanos.

Todas as seções estão disponíveis na instalação do Stoq, mas não há necessidade da utilização de todas, podendo ser usadas de acordo com a necessidade de cada usuário. As seções do Stoq são limitadas a cada usuário, sendo assim, as informações de cada setor não ficarão disponíveis a qualquer usuário do sistema Stoq.
Continue reading »

Arch Linux – Instalação sem complicação

 Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Profissional de TI, Ubuntu  Comentários desativados em Arch Linux – Instalação sem complicação
ago 092014
 
Introdução / Pendrive / Instalação / Conexão / Partições

Introdução

Muitos acabam desistindo do Arch Linux pela sua suposta dificuldade de instalação. Venho aqui apresentar uma forma bem simples de instalação desse maravilhoso sistema operacional.

Só porque não é bonito e colorido, não quer dizer que seja difícil e complicado. Aquela telinha preta com um bloco branco piscando, é tudo que você precisa para ser feliz.

Criando um pendrive bootável

Vamos precisar de:

  • Um pendrive vazio de 1 GB ou superior.
  • ISO do Arch Linux.

Primeiramente, vamos baixar a ISO do ARCH no link abaixo:

Agora, abra o terminal e, como root, navegue até o diretório onde você acabou de baixar a ISO do Arch.

Digite o comando abaixo:

# dd if=NOME_DA_SUA_ISO.iso of=/dev/sdX  # X é a referência ao seu pendrive. Ex: /dev/sdc

Aguarde até finalizar o processo. Agora, basta reiniciar sua máquina e configurar sua BIOS para iniciar dando boot pelo dispositivo USB.

Iniciando instalação

Com o pendrive pronto e a BIOS configurada, vamos dar início à instalação. Continue reading »

DSpace no Ubuntu 12.04 – Instalação via Banco de Dados Oracle 11g

 Banco de Dados, Clusterweb, Leitura Recomendada, Linux, Oracle, Segurança  Comentários desativados em DSpace no Ubuntu 12.04 – Instalação via Banco de Dados Oracle 11g
abr 242014
 
Introdução

DSpace é um repositório digital construído para indexação, preservação e compartilhamento de produções intelectuais em formato digital, tais como: imagens, artigos, teses, dissertações, vídeos e etc, permitindo a disponibilização destes conteúdos na Internet.

O sistema DSpace é utilizado, principalmente, como repositório institucional e desempenha alguns papéis importantes:

  • Facilita o depósito e a gestão dos documentos;
  • Agiliza o acesso aos documentos através de listas e pesquisas;
  • Aumenta a preservação dos documentos ao longo do tempo;
  • Possibilita a publicação rápida de produções científicas;
  • Aumenta a visibilidade da produção cientifica;
  • Centralização das produções científicas em um único local;
  • Facilita a quantificação de quantos downloads foram efetuados para cada uma das produções e quantas vezes foram visualizadas;
  • Possibilita definir um identificador único para cada documento.

Referências: projeto.rcaap.pt – sistema_dspace.html

A instalação foi construída no seguinte cenário:

  • Distribuição/Versão de S.O: Ubuntu 12.04.4 LTS
  • Aplicação/Versão: dspace-4.1-release
  • Banco/Versão: Banco de dados Oracle 11g release (11.2)
Instalação de dependências

1. Atualize a lista de pacotes dos repositórios do Ubuntu Linux:

$ sudo apt-get upadete Continue reading »